Defesa de Dissertação de BRUNO GUIMARÃES DE MELO - Curso: Mestrado em Demografia

Calendário
Defesas
Data
27.03.2019 8:30 am - 12:00 pm

Descrição

Defesa de Dissertação do Programa de Pós-Graduação em Demografia/CEDEPLAR/FACE/UFMG

 

Aluno: Bruno Guimarães de Melo

 

Título: “Perfil de Aprendizagem Escolar Municipal: o desempenho dos municípios brasileiros na aprendizagem da educação básica”

 

Data da Defesa: 27/03/2019 (Quarta-feira)

 

Horário: 08h30

 

Orientador:      

Prof. Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

 

Banca Examinadora:            

Prof. Eduardo Luiz Gonçalves Rios Neto (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. José Irineu Rangel Rigotti (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Daniel Domingues dos Santos (FEARP/USP)

 

Local da Defesa: Auditório nº 4 – Bloco de Seminários - FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

 

RESUMO:

O perfil municipal de aprendizagem pode ser representado pela curva de aprendizagem escolar, que consiste na evolução do aprendizado dos alunos de um município ao longo do ciclo escolar básico, indo do 1º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Ela traz para a análise do perfil da educação municipal a perspectiva longitudinal do aprendizado das coortes escolares: alunos que iniciaram no mesmo ano-calendário o ciclo da educação básica. Duas medidas são extraídas diretamente da curva de aprendizagem: o nível de aprendizado dos alunos, que está relacionado ao conteúdo escolar aprendido por eles, e o valor agregado, sendo o crescimento do aprendizado ao longo do ciclo escolar. A primeira retrata as características contextuais do alunado e do seu histórico de aprendizagem, enquanto a segunda indica a contribuição do sistema escolar no aprendizado em cada ano do ciclo educacional. Este trabalho mostra que para comparar o desempenho entre os municípios brasileiros no processo de aprendizagem escolar é preciso considerar essas duas medidas. Existe um padrão de crescimento do aprendizado ao longo da curva fortemente relacionado ao contexto educacional dos municípios, representado pelo nível de aprendizado anterior à avaliação. Municípios que partem de um nível mais baixo tendem a agregar mais aprendizado em seus alunos do que os municípios que partem de um contexto mais favorável. Assim, para analisar o desempenho municipal utilizamos o Student Growth Percentiles (SGP), um indicador que padroniza a evolução da curva entre as unidades avaliadas que partem de níveis educacionais distintos. Os resultados revelam que apesar da convergência do aprendizado escolar entre municípios em contextos educacionais distintos, a desigualdade regional tende a permanecer, isso porque são as regiões mais desenvolvidas que concentram os municípios com os melhores desempenhos. A construção da curva de aprendizagem municipal foi realizada com base nos dados do SAEB e do ENEM, ambas do INEP.

 

ABSTRACT:

The municipal learning profile can be represented by the school learning curve. It is the evolution of the learning of the students of a municipality throughout the basic school cycle, going from the 1st year of elementary school to the 3rd year of high school. It brings to the analysis of the profile of municipal education the longitudinal perspective of learning of school cohorts: students who started the cycle of basic education in the same calendar year. Two measures are drawn directly from the learning curve: the level of student learning, which is related to the school content learned by them, and the added value, being the growth of learning throughout the school years. The first one describes the contextual characteristics of the pupil and his/her learning history, while the second one indicates the contribution of the school system to learning in each year of the educational cycle. This work shows that to compare the performance among Brazilian municipalities, it is necessary to consider these two measures. There is a growth pattern of learning along the curve strongly related to the educational context of each municipality, represented by the level of learning prior to assessment. Municipalities that start from a lower level tend to add more learning in their students than the municipalities that depart from a more favorable context. Thus, to analyze municipal performance we used the Student Growth Percentiles (GSP), an indicator that standardizes the evolution of the curve between the evaluated units that depart from different educational levels. The results show that, despite the convergence of school learning between municipalities in different educational contexts, regional inequality tends to remain, because it is the more developed regions that concentrate the municipalities with the best performances. The construction of the municipal learning curve was carried out based on data from the SAEB and ENEM, both from INEP.