# ADIADA # Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Demografia/CEDEPLAR/FACE/UFMG. Aluna: Raquel Aline Schneider # ADIADA #

Calendário
Defesas
Data
27.03.2020 2:30 pm - 7:00 pm

Descrição

 # ADIADA # Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Demografia/CEDEPLAR/FACE/UFMG # ADIADA #

 

Aluna: Raquel Aline Schneider

 

Título: “Das relações domiciliares ao mercado de trabalho: uma análise da situação das mulheres migrantes no destino”

 

Data da Defesa: 27/03/2020 (Sexta-feira)

Horário: 14h30

 

Orientador:       Prof. Fausto Reynaldo Alves de Brito (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Coorientadora: Profa. Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

 

Banca Examinadora:     

Prof. Fausto Reynaldo Alves de Brito (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Profa. Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. José Alberto Magno de Carvalho (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Marden Barbosa de Campos (FAFICH/UFMG)

Prof. Wilson Fusco (Fundação Joaquim Nabuco) (Participação por videoconferência)

Profa. Crislaine Colla (PGDRA/UNIOESTE) (Participação por videoconferência)

 

Local da Defesa: Auditório nº 1 – Bloco de Seminários - FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

 

RESUMO

O fator econômico é reconhecido como principal motivador da migração. Um dos efeitos dessa constatação foi o de assumir a migração como uma ação masculina, com as mulheres realizando-a, majoritariamente, de forma passiva. Esse pressuposto limitou a compreensão do fenômeno migração e encobriu elementos relacionados a migração das mulheres. Esta tese teve como objetivo contribuir para o preenchimento dessas lacunas. Iniciou-se pela revisita das principais abordagens teóricas da migração com foco em como a migração feminina foi tratada, dado a falta de uma literatura que indicasse como a migração das mulheres foi retratada por diferentes enfoques. Após foi realizado um estudo de caso para verificar se houve feminização da migração dos fluxos Nordeste-São Paulo e Minas Gerais-São Paulo, entre as décadas de 1980 e 2000. As analises foram feitas por meio dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010. Para averiguar se houve feminização ao longo do período foi considerada a participação das mulheres nos fluxos. Em seguida foi elaborado um algoritmo, que utiliza o arranjo domiciliar dos imigrantes recentes (com menos de dois anos de residência em São Paulo), como proxy do tipo de migração feita, se individual ou conjunta, indicando o grau de independência do deslocamento. Finalizou-se com a análise da situação das migrantes no mercado de trabalho no destino, por meio de análise descritiva de suas características e da estimação do rendimento por regressões lineares e quantílicas. Os resultados mostraram que a distribuição dos imigrantes era equilibrada entre os sexos, com as mulheres originadas em Minas Gerais sendo pouco mais da metade e aumentando sua participação ao longo do período, enquanto que no fluxo originado no Nordeste não houve tendência de aumento da participação das mulheres. Com relação ao tipo de migração feita, constatou-se que a maioria das imigrantes recentes realizaram um deslocamento conjunto. Houve queda da participação das que realizaram migração individual entre as originadas no Nordeste e, entre as originadas em Minas Gerais, um pequeno aumento. Apesar de não ocorrerem grandes mudanças no período, verificou-se que a forma como as migrantes se deslocavam era muito semelhante à dos homens, resultado que não foi ao encontro da literatura, que indicava que as mulheres realizavam uma migração mais conjunta, associada a família. Os resultados das características das mulheres imigrantes em São Paulo, que participavam do mercado de trabalho, revelaram melhorias como maior nível de instrução, aumento da taxa de atividade, da formalidade e do rendimento no período, com a origem das imigrantes sendo, novamente, um fator de diferenciação. Com relação as originadas em Minas Gerais, o aumento da participação das mulheres no fluxo, a maior participação daquelas que se deslocavam de forma individual e a melhora relativa no mercado de trabalho, que aproximou sua condição das naturais de São Paulo (grupo melhor posicionado) indicaram uma feminização do fluxo. O que não foi verificado no fluxo Nordeste-São Paulo, nesse não houve aumento da participação feminina, ocorreu redução da migração individual e o hiato no mercado de trabalho, com relação às imigrantes de origem mineira e às naturais, permaneceu quase intacto.

Palavras-chave: feminização da migração. migração interna. arranjos domiciliares. mercado de trabalho. São Paulo.

 ABSTRACT

The economic factor is recognized as the main driver of migration. One of the effects of this finding was to assume migration as a male action, with women doing it, mostly, passively. This assumption limited the understanding of the migration phenomenon and covered up elements related to women's migration. This thesis aimed to contribute to fill these gaps. It started by revisiting the main theoretical approaches to migration with a focus on how female migration was treated, given the lack of a literature that would indicate how women's migration was represented by different approaches. Afterwards, a case study was carried out to verify if there was a feminization of migration from the Northeast-São Paulo and Minas Gerais-São Paulo flows, between the 1980s and 2000s. The analyzes were made through the 1991, 2000 and 2010 Demographic Censuses. In order to verify whether there was feminization over the period, the participation of women in the flows was considered. In sequence, an algorithm was elaborated, which uses the household strucuture of recent in-migrants (with less than two years of residence in São Paulo), as a proxy for the type of migration made, whether individual or joint, indicating the degree of independence of the displacement. It ended with the analysis of the situation of migrants in the labor market in the destination, through a descriptive analysis of their characteristics and the estimation of income by linear and quantile regressions. The results showed that the distribution of immigrants was balanced between the sexes, with women originating in Minas Gerais being just over half and increasing their participation over the period, while in the flow originated in the Nordeste there was no tendency to increase the participation of women. Regarding the type of migration made, it was found that the majority of recent immigrants made a joint move. There was a drop in the participation of those who made individual migration among those originating in the Nordeste and, among those originating in Minas Gerais, a small increase. Although there were no major changes in the period, it was found that the way migrant women moved is very similar to that of men, a result that was not in line with the literature, which indicated that women carried out a more joint migration, associated with family. The results of the characteristics of immigrant women in São Paulo, who participated in the labor market, showed improvements such as a higher level of education, an increase in the activity rate, formality and income in the period, with the origin of immigrants being, once more, a differentiation factor. With regard to women originating in Minas Gerais, the increased participation of women in the flow, the greater participation of those who moved individually and the relative improvement in the labor market, which brought their condition closer to those born in São Paulo (the best positioned group) indicated a feminization of the flow. What was not verified in the Nordeste-São Paulo flow, there was no increase in female participation, there was a reduction in individual migration and the gap in the labor market, in relation to immigrants of Minas Gerais origin and the natural ones, it remained almost intact.

Keywords: faminization of migration. internal migration. household structure. labor market. São Paulo.