×

Aviso

Can't load Google maps without an API key. More information can be found in our documentation at joomla.digital-peak.com.

Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Economia/CEDEPLAR/FACE/UFMG. Aluno: Rafael Galvão de Almeida

Calendário
Defesas
Data
16.12.2019 2:00 pm - 6:00 pm
Localização
Auditório 03 - Bloco de Seminários - Prédio FACE/UFMG - Campus Pampulha

Descrição

Defesa de Tese do Programa de Pós-Graduação em Economia/CEDEPLAR/FACE/UFMG

 

Aluna: Rafael Galvão de Almeida

Título: “Dreaming of Unity: Essays in the History of New Political Economy”

Data da Defesa: 16/12/2019

Horário: 14h00

Orientador: Prof. Carlos Eduardo Suprinyak (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

 

Banca Examinadora:

Prof. Carlos Eduardo Suprinyak (Orientador) (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Alexandre Mendes Cunha (Coorientador) (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Pedro Garcia Duarte (USP/INSPER)

Profª. Lilian Furquim de Campos Andrade (FGV-SP)

Prof. Eduardo Angeli (UFPR)

Prof. Luiz Felipe Bruzzi Curi (UFMG)

 

Local da Defesa: Auditório nº 3 – Prédio da FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

 

Resumo: Esta tese de doutorado estuda o desenvolvimento histórico do estudo da política com ferramentas econômicas, que pode ser chamado de “nova economia política”. A nova economia política usa as ferramentas econômicas, em particular a teoria da escolha racional, para estudar fenômenos políticos. Devido ao grande escopo da disciplina, existem diferentes definições específicas de “nova economia política” e muitas delas podem entrar em confronto uma com a outra, mas todas elas implicam em um estudo econômico da política, que potencialmente pode ser expandido para outras ciências sociais. Os ensaios desta tese cobrem o desenvolvimento do modelo de ciclo político econômico, primeiramente formalizado por William Nordhaus, em que o modelo implica que flutuações econômicas podem ter origens políticas; o desenvolvimento da nova macroeconomia política, que se refere à tradição de análise de decisão coletiva com um foco macroeconômico, o que a distancia de outras tradições de escolha pública; a economia política de Douglass North, que é um desenvolvimento do seu trabalho em história econômica e instituições, com o objetivo de estudar as instituições de um ponto vista tanto político quanto econômico; a economia política de Albert Hirschman, que elaborou seu projeto de economia política a fim de explicar a participação política, com o objetivo de propor uma alternativa à teoria da escolha racional. Os autores analisados nesta tese procuraram expandir as aplicações da teoria econômica de forma interdisciplinar e estavam insatisfeitos com abordagens como a teoria da escolha pública; porém as outras ciências sociais se mostraram resistentes a tentativas de unificação devido a suspeitas em relação ao método econômico, apesar do sonho destes novos economistas políticos de uma ciência social cada vez mais unificada.

Palavras-chave: nova economia política; escolha pública; ciclo político-econômico; nova economia institucional; nova macroeconomia política; Douglass North; Albert Hirschman; ciência social; interdisciplinaridade; imperialismo econômico.

Código JEL: A12; B21; B25; D7; E6; N01

Abstract: This Ph.D. thesis studies the historical development of the study of politics with economic tools, which can be called of “new political economy.” New political economy uses the economic tools, particularly rational choice theory, to study political phenomena. Due to the great scope of the discipline, there are different specific definitions of “new political economy” and many of them may clash with others, but all of them imply in an economic study of politics, that can be potentially expanded to other social sciences. The essays of this thesis cover the development of the political business cycle model, firstly formalized by William Nordhaus, in which the model implies that economic fluctuations may have political origins; the development of new political macroeconomics, which refers to the tradition of analysis of collective decision making with a macroeconomic focus, which distances it from other traditions of public choice; Douglass North’s political economy, which is a development of his work on economic history and institutions, with the objective of study institutions from both an economic and a political point of view; Albert Hirschman’s political economy, who elaborated his project of political economy in order to explain political participation, with the objective of proposing an alternative to the rational choice theory. The authors analyzed in this thesis sought to expand the applications of economic theory in an interdisciplinary way and were dissatisfied with approaches such as public choice theory; however, other social sciences resisted to attempt of unification due to suspects towards the economic method, in spite of the dream of a more unified social science.

Keywords: new political economy; public choice; political business cycle; new institutional economics; new political macroeconomics; Douglass North; Albert Hirschman; social science; interdisciplinarity; economics imperialism.

JEL code: A12; B21; B25; D7; E6; N01