Defesa do aluno Bruno Aguiar Carrara de Melo - do Programa de Pós-Graduação - Mestrado em Economia.

Calendário
Defesas
Data
01.08.2019 2:00 pm - 5:30 pm

Descrição

Defesa de Dissertação do Programa de Pós-Graduação em Economia/CEDEPLAR/FACE/UFMG

Aluno: BRUNO AGUIAR CARRARA DE MELO

Título: “ELEMENTOS EVOLUCIONÁRIOS PARA UMA TEORIA DA DEMANDA”

Data da Defesa: 01/08/2019

Horário: 14h00

Orientador: Prof. Eduardo da Motta e Albuquerque (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Coorientador: Prof. Leonardo Costa Ribeiro (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

 

Banca Examinadora:     

Prof. Eduardo da Motta e Albuquerque (Orientador) (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Leonardo Costa Ribeiro (Coorientador) (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Profa. Márcia Siqueira Rapini (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Renato de Castro Garcia (UNICAMP)

 

Local da Defesa: Auditório nº 1  – Bloco de Seminários - Prédio da FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

 

Resumo: Esta dissertação investiga, a partir de pesquisa bibliográfica, os processos de tomada de decisão de consumo que evitaram a saciedade da demanda e sustentaram o crescimento econômico inerente ao capitalismo. Foram adotadas as abordagens evolucionária e de complexidade ao analisar o aspecto dinâmico da economia devido à interação entre agentes com racionalidade limitada, capazes de aprender de acordo com as experiências, próprias e de outros, em um contexto de interação social e com frequentes mudanças. Devido à incerteza, diferentes estratégias são experimentadas e selecionadas conforme a satisfação obtida. Comportamentos que se mostraram adequados a situações já vividas são retidos, formando hábitos. Pela imitação de comportamentos avaliados como bem sucedidos, pode haver disseminação de comportamentos e de hábitos. Experiências não satisfatórias podem conduzir à reavaliação e a adaptações de hábitos existentes ou mesmo a inovações no consumo. Admite-se que aspectos econômicos e sociais estão inter-relacionados, podendo resultar em efeitos não lineares devido a feedbacks positivos. Ainda é feita uma avaliação histórica do capitalismo nos Estados Unidos destacando o processo coevolutivo entre tecnologia, organização de firmas, instituições, sociedade e consumo das famílias que implica em mudanças qualitativas. O mercado de consumo é visto como propriedade emergente do processo de auto-organização entre agentes heterogêneos que resulta em agrupamentos e regras de interação que coordenam relações em diferentes níveis organizacionais.

Palavras-chave: Consumo, Economia evolucionária, Complexidade e Demanda

 

Abstract: This dissertation investigates, based on bibliographic research, the consumer decision-making processes that avoided the satiation of demand and sustained the economic growth inherent to capitalism. The evolutionary and complexity approaches were adopted when analyzing the dynamic aspect of the economy due to the interaction between agents with limited rationality, capable of learning according to their own experiences and from others, in a context of social interaction and with frequent changes. Due to the uncertainty, different strategies are tried and selected according to the satisfaction obtained. Behaviors that have proved adequate to situations already experienced are retained, forming habits. By imitating behaviors evaluated as successful, occurs dissemination of behaviors and habits. Unsatisfactory experiences can lead to reassessment and adaptation of existing habits or even innovations in consumption. It is admitted that economic and social aspects are interrelated and may result in non-linear effects due to positive feedbacks. An historical evaluation of capitalism in the United States is made, highlighting the coevolutionary process between technology, organization of firms, institutions, society and household consumption that implies qualitative changes. The consumer market is seen as an emergent property of the process of self-organization among heterogeneous agents that results in clusters and rules of interaction that coordinate relationships at different organizational levels.

Palavras-chave: Consumption, Evolutionary economics, Complexity e Demand.
                                                                                                  

 

Secretaria de Pós-Graduação em Economia

12/07/2019