Calendário:
Defesas
Data:
08.05.2017 2:00 pm - 5:00 pm

Descrição

Aluna: Nuni Vieira Jorgensen

Título: “MIGRAÇÃO INTERNACIONAL E FAMÍLIAS DOMICILIARES: Arranjos, Estratégias e Conflitos em Governador Valadares, Minas Gerais”

Data da Defesa: 08/05/2017

Horário: 14h00

Orientador:       Prof. Alisson Flávio Barbieri (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Coorientador:   Prof. Gilvan Ramalho Guedes (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Banca Examinadora:            

Prof. Alisson Flávio Barbieri (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Gilvan Ramalho Guedes (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Profa. Gisela Patrícia Zapata Araújo (CEDEPLAR/FACE/UFMG)

Prof. Dimitri Fazito de Almeida Rezende (FAFICH/UFMG)

Profa. Sueli Siqueira (Universidade Vale do Rio Doce/UNIVALE)

Local da Defesa: Auditório nº 4 – Bloco de Seminários - Prédio da FACE/UFMG - CAMPUS PAMPULHA

RESUMO:

A presente dissertação tem como objetivo analisar negociações, arranjos e conflitos existentes em torno da migração internacional, dentro das famílias domiciliares na origem para o município de Governador Valadares, em Minas Gerais. Como referencial teórico, utilizaram-se aportes tanto da Nova Economia da Migração e Trabalho (NELM), quanto da teoria transnacionalista, em especial da literatura das famílias transnacionais. Metodologicamente, foi utilizado método misto, contendo, de um lado, a análise do quesito de emigração internacional do Censo de 2010 e do Survey Migração, Vulnerabilidade e Mudanças Ambientais no Vale do Rio Doce e, de outro, análise de conteúdo de 20 entrevistas semiestruturadas conduzidas no município de Governador Valadares, em 2016. Observou-se que os fluxos de valadarenses rumo aos Estados Unidos e Portugal têm características distintas em termos de sexo e idade, sugerindo que a análise da emigração internacional nessa região deva considerar as características específicas dos fluxos para cada um desses dois destinos. Além da seletividade etária e de gênero, observou-se também que os domicílios com emigrantes internacionais são significativamente diferentes daqueles sem emigrantes internacionais, em que prevalecem os arranjos monoparentais e estendidos. A partir das entrevistas qualitativas, percebeu-se que esses arranjos tanto podem ser causa como consequência do processo migratório. Finalmente, chegou-se à conclusão de que os processos de tomada de decisão de migrar são altamente complexos e, frequentemente, não envolvem um contrato entre emigrante e família domiciliar, têm motivações não-econômicas e englobam diversos.

ABSTRACT:

The purpose of this research is to analyze the negotiations, arrangements and conflicts existing around international migration decision-making among emigrants and their family households, using as case study the city of Governador Valadares, Minas Gerais, Brazil. This has been done by using the theoretical frameworks developed by the New Economics of Labor Migration (NELM), and by the transnationalist theory, especially by the literature of transnational families. Methodologically, a mixed methods approach was carried out, using, on one hand, the collected data on international emigration of the 2010 Census and of the Survey on Migration, Vulnerability and Environmental Changes in the Rio Doce Valley; and, on the other hand, a content analysis of 20 in-depth interviews conducted in Governador Valadares, 2016. As results, it became clear that the flows towards the United States and Portugal have different sex and age selectivity, so that emigration from Governador Valadares needs to be regarded taking it account these specificities. In addition, the findings of this study show that households with international emigrants are significantly different from those without international emigrants, with the prevalence of single-parent and extended arrangements in the former. Moreover, the in-depth interviews demonstrated that these arrangements can be causes as well as consequences of the migratory processes. Finally, it was found that the decision-making processes to migrate are highly complex and often do not involve a contract between emigrant and family households; frequently have non-economic motivations; and, generally, encompass various types of intrahousehold conflicts.