Os programas de Pós-Graduação em Demografia e Economia disponibiliza oferta de disciplinas isoladas para inscrição destinada a candidatos que possuam Graduação em qualquer curso e não possuam vínculo com a UFMG:

Disciplinas oferecidas para o 1º / 2018:

O processo de inscrição possui duas etapas:

1ª Etapa: inscrição ONLINE, exclusivamente pelo link disponibilizado para inscrição que ocorrerá somente na data de 07/03/2018, conforme calendário da UFMG, no período de 8h às 23h.

O RESULTADO DA PRIMEIRA ETAPA SERÁ PUBLICADO SOMENTE NO SITE NAS DATAS DE 12 E 13/03. SOMENTE OS APROVADOS PRECISAM PAGAR A GUIA DE RECOLHIMENTO (GRU) E COMPARECER PESSOALMENTE NA SECRETARIA PARA A SEGUNDA ETAPA (CONFIRMAÇÃO DA MATRÍCULA)

2ª Etapa: matrícula na disciplina isolada, caso o requerimento tenha sido aprovado, SOMENTE nos dias 12 e 13/03 de 8h às 12h e 14h às 18h, horário de funcionamento da secretaria. Nesta ocasião, o candidato aprovado deverá apresentar na secretaria, pessoalmente ou por meio de procuração simples, os seguintes documentos impressos:

- cópia do comprovante de pagamento da guia de recolhimento (GRU), disponibilizado somente na data com o resultado. (Para todos os candidatos: brasileiros e estrangeiros)

- cópia da Carteira de Identidade e CPF (não serão aceitos cópia de CNH)

*somente servidores da UFMG

- Cópia do último contracheque e autorização da chefia

- cópia da Carteira de Identidade e CPF (não serão aceitos cópia de CNH)

* candidatos estrangeiros: Cópia do comprovante de pagamento da guia de recolhimento (GRU), Cópia e original do CPF, passaporte e página de identificação constante em passaporte válido com visto temporário de estudante ou permanente e cédula de identidade expedida pela Polícia Federal (RNE).

Para demais informações consultar o informativo:

DISCIPLINA ISOLADA 1º/2018

FORMULÁRIO PARA INSCRIÇÃO EM DISCIPLINA ISOLADA (Disponível somente em 07/03/2018 de 8h às 23h)

 

 

 

Prazo para submissão: 28 de março de 2018

Migrações é o tema central do próximo número da Revista da UFMG, para o qual convidamos a comunidade a submeter contribuições.

Migrações remetem a movimentos, transformações, deslocamentos, transposições, distanciamentos e aproximações, estranhamentos e adaptações, multiplicidades de origens e destinos, de percursos e trajetórias. Travessias.

Migrações fazem pensar em aprendizados, em compartilhamento, de experiências, de ideias, valores, conceitos, pressupostos, visões de mundo, saberes, cosmologias. Referem-se tanto às trajetórias de conhecimento, de tecnologia e de manifestações  artísticas e culturais, quanto às trajetórias inerentes à natureza às espécies animais e vegetais, aos povos e suas identidades.

Falam de encontros e de alteridade, das muitas intolerâncias e preconceitos, de respeito às diferenças, dos muitos amálgamas derivados dos processos de enraizamento e territorialização.

Migrações, assim como esta chamada de artigos, estimulam e se abrem para muitas interpretações...

---------

Submission deadline: March, 28, 2018.

Migrations is the central theme of the next number of Revista da UFMG, and this is to invite the community to submit contributions.

Migrations remind us of topics such as movements, transformations, dislocations, transpositions, nearing and distance, strangeness and adaptations, multiplicity of origins and destinations, paths and itineraries. Cruises.

Migrations make one think of shared learning of experiences, ideas, values, concepts, assumptions, world views, knowledge, cosmologies. They refer not only to journeys into knowledge, technology and artistic and cultural manifestations,  but also to paths inherent to nature, to animal and vegetal species, and to peoples and their identities.

They speak of encounters and alterity, of intolerance and prejudice in so many ways, of respecting differences, of the many mergers coming from rooting processes and territorialization.

A Associação Brasileira de Estudos Populacionais - ABEP, tem o prazer em comunicar o XXI Encontro Nacional de Estudos Populacionais, que acontecerá no período de 22 a 28 de setembro de 2018, em Poços de Caldas, Minas Gerais, com o tema central “População, Sociedade e Políticas: desafios presentes e futuros”.

Informações: www.abep.org.br/xxiencontro

Informamos que a partir da data de hoje, 13/12/2017 até 24/01/2018 está aberta a matrícula on-line para os  Programas  de Pós-Graduação em Demografia e Economia

As instruções da matrícula encontram-se no link abaixo:

Informativo Matrícula 2018

É com muita satisfação que comunicamos que o Prof. Eduardo Rios-Neto foi eleito membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Para maiores detalhes, vide http://www.abc.org.br/centenario/?Saiba-quem-sao-os-novos-membros-da-ABC.

 

Eduardo Rios-Neto ingressou na UFMG em 1980, aposentou-se em 2015 e atualmente é professor Residente do CEDEPLAR. Desde 1980 Eduardo tem dedicado sua vida às atividades acadêmicas tendo como principais linhas de pesquisa as áreas de Demografia Econômica ressaltando Economia e Demografia do Trabalho, Economia e Demografia da Educação, e Avaliação de Políticas Públicas. Destaca-se como um professor Sui-Generis capaz de lecionar de forma interativa, introduzindo novos métodos de ensino, como por exemplo, se fantasiar em suas aulas do curso “Consumo e Sociedade”. Se fôssemos definir o professor e pesquisador em poucas palavras, certamente estas seriam “IRREVERÊNCIA E CRIATIVIDADE”. Eduardo foi o grande inspirador de muitos trabalhos na Demografia e Economia, sendo considerado a audiência querida por trazer no bolso as ideias mais interessantes para serem implementadas em artigos ainda inacabados dos colegas de departamento. Nesses 35 anos na UFMG Eduardo sem dúvida nenhuma foi e ainda é um professor que sempre esteve à frente no CEDEPLAR. A você Eduardo, nosso eterno agradecimento e nossa alegria de poder compartilhar essa homenagem tão merecida agora como representante da área de Ciências Sociais da ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS.

BREVE BIOGRÁFICO

Professor Visitante Lemann na Universidade de Illinois em Urbana-Champaign entre agosto de 2015 e maio de 2016. Professor Titular Aposentado do Departamento de Demografia e pesquisador do Cedeplar/UFMG (desde 1980). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1A. Possui Diploma da Ordem Nacional do Mérito Científico, Classe de Comendador, Ciências Sociais e Humanas, conferido pelo Ministério de Ciências e Tecnologia. PhD em Demografia pela Universidade da Califórnia/Berkeley (1982-1987) e pós-doutor pela Universidade do Texas-Austin (1995-1996). Foi Chefe do Departamento de Demografia da UFMG entre 2009 e 2015. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Demografia do Cedeplar/UFMG de 1996 a 2000. Foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Minas Gerais, vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de Minas Gerais SEPLAG/MG. Foi membro do Comitê de Assessoramento de Arquitetura, Demografia, Geografia, Turismo e Planejamento Urbano e Regional no CNPq. Coordenou convênios internacionais do Cedeplar/UFMG com as universidades do Texas-Austin e de Wisconsin-Madison. Realizou pesquisas institucionais junto ao INEP/MEC, assim como a Avaliação de Impacto do Programa Bolsa Família (AIBF) junto ao Ministério do Desenvolvimento Social, além da pesquisa Projeção de Demandas por Habitações para o Ministério das Cidades. Publicou os livros “Introdução à Demografia da Educação”, “Demanda Futura por Moradia no Brasil 2003-2023” e “Oportunidades perdidas e desafios críticos: a dinâmica demográfica brasileira e as políticas públicas”. Presidiu a ABEP, Associação Brasileira de Estudos Populacionais, entre 1998 e 2002. Coordenou o curso de pós-graduação em Demografia da UFMG entre 1996 e 2000. Foi Professor Tinker na Universidade do Texas (Austin), onde ministrou a disciplina "Evaluation of Social Policy in Latin America" no período de janeiro a maio de 2006. Coordenou no Cedeplar o Observatório de Educação CAPES-INEP em Demografia da Educação (2009-2012). Realiza pesquisas de avaliação de políticas públicas para o Estado de Minas Gerais nas áreas de educação e programas sociais. Coordenou o projeto Perspectivas do Investimento Social no Brasil (PIS), estudo apoiado pelo BNDES englobando cerca de 60 notas técnicas, sobre a temática social, que foram encomendadas a cientistas de notório saber nas respectivas áreas. Foi presidente da CNPD, Comissão Nacional de População e Desenvolvimento, entre 31 de agosto de 2004 e dezembro de 2010. Foi vice-presidente do comitê organizador da “Comission on Population and Development” do “Economic and Social Council” da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2010. Fez parte do Comitê de Avaliação do IIASA- International Institute for Applied System Analysis em setembro de 2014. É membro do Comitê Assessor do IPUMS- International Dissemination Project, Minnesota Population Center, Universisty of Minnesota. Publicou nacional e internacionalmente vários trabalhos, além de dois livros e vários capítulos de livros.