Sob curadoria do professor Caio Boschi, dez conferencistas falarão sobre temas como Política, História, Urbanização, Economia, Arquitetura, Música, Literatura, Demografia e Artes Plásticas. Dentre os conferencistas estão os professores do Cedeplar, Mário Marcos Sampaio Rodarte e Roberto Luís Monte-Mór.

O Seminário será no BDMG Cultural - Auditório Marco Túlio - Rua Bernardo Guimarães, 1600 - Lourdes, nos dias 17 e 18 de maio, no horário de 9h às 18h.

Com entrada gratuita, sem necessidade de inscrição prévia, o evento emitirá certificados de participação.

 

Assista o programa na íntegra: https://youtu.be/OFZrTculKOk

 

COMUNICADO

Após esgotarmos todas as possibilidades de levantarmos os recursos de financiamento necessários para a realização do XVIII Seminário Diamantina e mesmo insistirmos na discussão de alternativas diversas em termos de estrutura do evento, nos confrontamos com a difícil necessidade de cancelar a realização do evento em 2018. A dificuldade de levantamento de recursos financeiros se deve principalmente à crise econômica e às restrições eleitorais recentemente propostas de forma bastante rígida para o setor público.

Reiteramos desde já o nosso sólido compromisso de trabalhar para a realização do evento em 2019. Expressamos, também, o nosso agradecimento a todos que responderam positivamente à chamada de trabalhos, resultando em uma submissão recorde de artigos este ano, 658 artigos, o que reforça o reconhecimento do encontro como fundamental para as políticas públicas, academia e economia principalmente de Minas Gerais. Em relação ao encontro de 2016 a submissão de 2018 configurou um aumento de 50%.

Gostaríamos, também, de agradecer imensamente aos patrocinadores que já haviam se comprometido conosco.
Lamentamos a não realização do evento e as expectativas criadas com o mesmo.

Contamos com a participação de vocês na realização do seminário em 2019.

Atenciosamente,

Mônica Viegas Andrade
Diretora do Cedeplar

Professores e alunos do Cedeplar gostariam de parabenizar a Professora Marcia Castro, que acaba de conquistar o tenure na Harvard School of Public Health.

A Professora Marcia Castro é bacharel em estatística pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, mestre em Demografia no Cedeplar e doutora também em demografia  pela Universidade de Princeton.

Seus trabalhos visam à compreensão dos determinantes da saúde da população a partir de uma perspectiva espacial. Mais especificamente, ela estuda a transmissão e o controle de doenças tropicais transmitidas por vetores, desenvolvendo e aplicando novos métodos geoespaciais, demográficos e epidemiológicos.

A Professora coordena um projeto de pesquisa sobre o impacto econômico da dengue no Brasil, que vem sendo desenvolvido no âmbito do Cedeplar.

O trabalho desenvolvido na tese de doutorado da aluna Marília Nepomuceno, orientada pela Professor Cassio Turra, no Departamento de Demografia, foi selecionado como um dos melhores trabalhos na modalidade pôster do Encontro Anual da Population Association of America, realizado no último mês, na cidade de Denver, Colorado.



O objetivo do trabalho é avaliar a qualidade das informações educacionais nos censos brasileiros. Marília destaca que esse trabalho é um passo importante para uma melhor compreensão da qualidade dos dados educacionais no Brasil, mas a magnitude dos diferentes tipos de erros nos dados educacionais ainda permanece desconhecida.

Atualmente, Marília é pesquisadora do Max Planck Institute for Demographic Research, na Alemanha.